quarta-feira, 28 de julho de 2010

AMIGOS...



Todo ser humano experimenta uma amizade, acredito piamente que não exista um ser humano que não tenha um amigo. Amigo é uma palavra muito fácil de se falar, mas complicada de se viver. Amigo é um modo de ser divino na vida daquele que amamos, não é em vão que o próprio Deus quis ser humano para poder viver plenamente sua divindade.
Sabemos que a palavra “amigo” vem do latim amicus, a qual tem a mesma raiz da palavra amare que quer dizer amar. Podemos observar que não é do substantivo amor, mas sim o verbo amar, por que o amigo não tem só um sentimento, mas o pratica. Por isso, é tão complicado se dizer amigo. No grego, o verbo amar é dividido em várias palavras, cada uma designando um modo diferente de amar. A palavra que designa o amar do amigo é ágape, que é viver o companheirismo, ajuda, sem nenhum laço afetivo-sexual, familiar ou religioso.
Além disso, ouvimos tradicionalmente esses ditados se referindo aos amigos: “Amigo é o irmão que nós escolhemos”; “Amigo é um presente que temos a oportunidade de nos darmos a nós mesmos”. Com certeza um amigo é um irmão, mas o ser amigo passa o ser irmão. Um irmão pode ser amigo e muitos o são. Agora, quanto aos amigos, podemos afirmar que todos são irmãos. Amigo nos conhece com uma profundidade indizível, sabe quais vão ser nossas reações diante de X ou Y acontecimento. É por isso, que não podemos sair intitulando todos de amigos por ai, como se o fosse.
Acredito que não é necessário se falar: “amigo verdadeiro”, porque o ser amigo já inclui o ser verdadeiro. Não existe um amigo falso, isto você pode chamar de colega, mesmo assim não sei se o é merecedor de tal nome. Nem todo amigo é padre nem muito menos psicólogo, mas com certeza é a pessoa certa para ouvir nossas confissões e nos dar orientações. Duvido que você nunca tenha procurado um amigo para falar algo que fez de errado ou para pedir uma orientação do que fazer.
Até mesmo o pensamento nasceu de uma reunião de amigos, podemos ver pelos filósofos. Eles sempre se reuniam nas praças da Grécia com seus amigos para pensarem no Ser, no Amor, no Conhecimento etc.
No fim desse texto, só posso dedicar essas minhas poucas palavras aos amigos que tenho. Obrigado por ser uma presença tão importante em minha vida. Sei que essas palavras não são suficientes para expressar a experiência da amizade, podia até dizer como Wittgenstein: “do que não se pode falar, deve-se calar.” Porém, penso ser justo parafrasear Santo Agostinho para dizer que não consigo me expressar com precisão sobre os amigos, mas essas palavras são para que eu não me cale diante de seres tão importantes, que muitas vezes não precisam de palavras para serem amigos, pois sabem ser estrelas nas noites de nossas vidas.


JACKSON DE SOUSA BRAGA
Por ocasião do dia internacional da amizade.
Itabirito, 20 a 27 de julho de 2010.

2 comentários:

Simone disse...

olha !!!!
nao tenho nem palavras ..... lindo Jacksom! Vc é muito especial é um irmão muito mais è um AMIGÃO vc sabe disso.
Continua assim sendo esta pessoa linda . Porque vc é ESPECIAL e AMADO por seus AMIGOS e por DEUS.
Um grande Abraço!

Simone disse...

olha !!!!
nao tenho nem palavras ..... lindo Jacksom! Vc é muito especial é um irmão muito mais è um AMIGÃO vc sabe disso.
Continua assim sendo esta pessoa linda . Porque vc é ESPECIAL e AMADO por seus AMIGOS e por DEUS.
Um grande Abraço!